• Cuiabá, 19 de Julho - 00:00:00

Usando o mecanismo gerador da ansiedade a seu favor


Prof. Dr. Lucas Oliveira de Sousa 

Para mim, um dos pontos mais fascinantes no estudo da neurociência aplicada ao desenvolvimento pessoal é descobrir, cada vez mais, o poder da mente humana. Esse poder pode ser usado tanto para o nosso bem quanto para o nosso mal. O que definirá a forma como uma pessoa o usará é, em grande parte, a conscientização de que esse poder existe e está à disposição de todos nós. Usarei aqui o exemplo da ansiedade para observar como é possível anular seus efeitos e redirecionar pensamentos a nosso favor, quando tomamos consciência do poder mental de criação de realidades futuras.

A mente humana possui a capacidade formidável de imaginar e criar realidades que ainda não existem. Esse poder, quando mal compreendido ou mal utilizado, gera ansiedade. A ansiedade, em essência, é a antecipação negativa de eventos futuros que, muitas vezes, nunca irão ocorrer. É a nossa mente projetando cenários negativos e nos fazendo acreditar que eles são inevitáveis. Esse ciclo, emocionalmente doloroso, pode ser paralisante e prejudicial à nossa saúde mental e física.

Porém, a boa notícia é que é possível usarmos esse poder mental criador de realidades futuras para o nosso bem. Em vez de focar em possíveis falhas, problemas e catástrofes, sobre os quais muitas vezes não temos controle, podemos direcionar nossa imaginação para criar cenários positivos e construtivos do futuro. Essa prática nos traz clareza e motivação para perseguir objetivos que nos levarão ao nosso desenvolvimento integral - físico, intelectual e espiritual.

Para isso, é fundamental reconhecer quando estamos entrando em um ciclo de pensamento ansioso. Precisamos estar atentos aos nossos pensamentos e identificar os "gatilhos da ansiedade". Isso nos permite pausar e questionar esses pensamentos. Podemos nos perguntar: "Qual é o sentido de eu me preocupar com algo que nem aconteceu?", "Isso está sob o meu controle?", "Se acontecer e estiver sob meu controle, como posso usar minhas habilidades para lidar com essa situação?" Após questioná-los, devemos redirecionar o foco do poder mental criador de realidades futuras do mal para o bem. Essa mudança de foco tende a amenizar ou até mesmo eliminar os efeitos da ansiedade.

Definir objetivos específicos para o nosso desenvolvimento e visualizá-los com detalhes, antes de acontecerem, é uma excelente forma de redirecionar o poder mental criador de realidades futuras a nosso favor. Quando temos uma visão clara de onde queremos chegar, fica mais fácil tomar as ações necessárias para alcançar nossos objetivos. A visualização ou criação de realidade futura nos permite experimentar, mentalmente, a realização antes de alcançá-la, aumentando nossa confiança, perseverança, paciência e determinação.

Essa breve análise nos permite perceber que a mente humana é uma ferramenta poderosa, capaz de gerar tanto ansiedade quanto realização. Ao compreender e controlar nosso mecanismo de criação de realidades futuras, podemos anular os efeitos da ansiedade. Tome consciência desse poder mental e use-o a seu favor, visualizando a realização de suas metas. Assim, você não apenas controlará a ansiedade, mas também dará passos concretos em direção ao desenvolvimento pessoal integral.

 

Prof. Dr. Lucas Oliveira de Sousa é professor da UFMT, Palestrante, PhD pela Universität Hohenheim (Alemanha).




Deixe um comentário

Campos obrigatórios são marcados com *

Nome:
Email:
Comentário: