• Cuiabá, 17 de Maio - 00:00:00

MISSÃO QUEIJO


Com o auxílio do Sebrae/MT (Serviço de Apoio às Média e Pequenas Empresas em Mato Grosso), o setor queijeiro de Mato Grosso poderá ampliar seu protagonismo no mercado durante o 3º Mundial do Queijo do Brasil 2024, realizado de 11 a 14 de abril, em São Paulo (SP). O Estado será representado por 38 participantes, sendo que dez deles estão inscritos no ‘Concurso de Queijos e Produtos Lácteos’ e podem trazer o título ‘Super Ouro’ de melhor queijo do Brasil. 

O evento, que reúne associações e produtores de 17 países, é uma oportunidade para a cadeia produtiva que em sua maioria é formada por pequenos negócios da agricultura familiar. O organizador da Missão Mundial do Queijo do Brasil, Willians Costa, analista técnico do Sebrae/MT, explica que o evento cria oportunidades de negócios e aumenta a visibilidade dos produtos locais. 

“Estamos com uma comitiva de 38 participantes do Mato Grosso, desses 36 são produtores, empresários ou instituições parceiras do Sebrae/MT. Dentro desse grupo teremos participantes que vão concorrer um em uma das categorias do concurso internacional, e nós, enquanto trabalhamos no apoio a esses produtores e empresários. A nossa torcida é para que eles concorram e ganhem, mas, vale ressaltar, que este encontro vai além da disputa. Lá, os participantes receberão um feedback, uma curadoria para cada item inscrito, o que pode gerar melhorias futuras e aumentar o valor agregado dos produtos”, destaca Willians Costa.

A programação do Mundial inclui três concursos nacionais (Melhor Queijeiro do Brasil, Melhor Queijista do Brasil e Melhor Fondue do Brasil) e um internacional, o Concurso de Queijos e Produtos Lácteos (que concorrem produtos como queijos, iogurtes, doces de leite e coalhadas). A disputa mais aguardada é a do concurso de queijos e produtos lácteos, em que são estimados  2 mil participantes.

Na categoria queijo, o concurso contará com cerca de 300 jurados. A primeira etapa será no dia 12 de abril, em que os queijos serão avaliados de forma anônima pela sua aparência (exterior e interior), textura, aromas e sabores. Nesta fase, os concorrentes que se destacarem ganharão medalhas super ouro, ouro, prata e bronze. “Este reconhecimento consegue abrir mercados para esses produtos, além de dar destaque para todo setor em Mato Grosso”, avalia o responsável pela Missão. 

Já na segunda etapa, um grupo seleto de 15 jurados supremos de vários países avaliar os queijos “super ouro”, da fase anterior, e escolher o melhor queijo do concurso.

“Independente do prêmio é receber uma curadoria profissional sobre a textura, sabor, qualidade, apresentação daquele queijo, de como podem melhorar seus produtos”, conclui Valéria Pires, coordenadora de Competitividade do Sebrae/MT.

 

Da Assessoria de Imprensa do Sebrae/MT




Deixe um comentário

Campos obrigatórios são marcados com *

Nome:
Email:
Comentário: