• Cuiabá, 17 de Maio - 00:00:00

IA Generativa: aliada essencial para a boa gestão dos negócios


Mauricio Frizzarin

Diante de um universo em que a margem para cometer erros é cada vez menor, sob pena de perda de competitividade, empreendedores, empresários e gestores estão em constante alerta para a possibilidade de uso de novas ferramentas, que permitam obter ganhos em termos de eficiência, produtividade e gestão.

Neste contexto, a IA Generativa se apresenta como uma solução interessante, visto que além de tornar os processos mais eficientes, a tecnologia também viabiliza a antecipação das necessidades de clientes e do mercado, adaptação às mudanças com agilidade e uma série de outras melhorias.

Durante essa jornada, estudar a Inteligência Artificial Generativa, entender de que maneira fazer sua implementação de forma estratégica nos negócios, como utilizá-la com cautela, responsabilidade e inteligência - de forma que ela seja uma coadjuvante, uma assistente de excelência para alcançar os objetivos traçados - são ações imprescindíveis para trazer essa tecnologia para o dia a dia das empresas e promover uma verdadeira revolução nos negócios, na rotina dos colaboradores e dos clientes atendidos.

O fato é que a IA Generativa apresenta um caminho extremamente interessante para remodelar o gerenciamento dos negócios, dado o seu poder de otimizar processos, estimular a inovação, o desenvolvimento de novos produtos, agilizar o design personalizado e a prototipagem, embasar decisões e oferecer personalização.

Mais do que identificar padrões preexistentes, essa tecnologia é capaz de trazer elementos novos e originais para a mesa. Ou seja, contribui para o surgimento de insights que auxiliem na composição de estratégias para as mais diferentes áreas das empresas. Como exemplos, ela pode impactar de forma direta e significativa a otimização da cadeia de suprimentos, promover a melhora na performance no atendimento ao cliente, otimizar ações de marketing e trazer benefícios a diversos outros setores das companhias.

No entanto, é importante lembrar que a IA Generativa obedece a comandos. Tendo isso em mente, é fundamental que as equipes que vão lidar com a tecnologia estejam devidamente capacitadas para usufruir de tudo que a ferramenta pode oferecer e é extremamente relevante, que haja coerência entre a tecnologia, a companhia e o time para a promoção de ganhos reais para a empresa.

Vale, ainda, ter ciência de que a jornada para aproveitar plenamente os ganhos da IA Generativa está apenas começando. Sua implementação completa leva tempo, exige o enfrentamento de desafios significativos e ajustes de rotas nos processos, incluindo a gestão dos riscos inerentes a solução. Além disso, o uso da ferramenta também exige a reestruturação de processos de negócios para ser incorporada no dia a dia da operação das empresas.

A IA Generativa está, sem dúvidas, moldando uma nova era de inovação e eficiência nos negócios, abrangendo setores diversos e trazendo para a realidade a colaboração entre humanos e máquinas. Embora os desafios persistam, estamos construindo um futuro verdadeiramente transformador para as empresas e para a sociedade. A pergunta que fica é: você já é parte disso?

 

*Mauricio Frizzarin é fundador e CEO da Qyon Tecnologia – empresa especializada no desenvolvimento de softwares para gestão empresarial com inteligência artificial – cursou Tecnologia de Software e Marketing, OPM (Owner/President Management) na Harvard Business School, Executive Education em Inteligência Artificial na University of California, Berkeley e em Fintech em Harvard. 




Deixe um comentário

Campos obrigatórios são marcados com *

Nome:
Email:
Comentário: