• Cuiabá, 12 de Abril - 00:00:00

Proposta de Wellington para unificar eleições no Brasil deve ser prioridade


Da Redação

"Unificar os pleitos poderia reduzir significativamente esses gastos, liberando recursos para áreas prioritárias como saúde, educação e infraestrutura", avaliou o senador Wellington Fagundes (PL-MT) - sobre a proposta em tramitação no Congresso Nacional, de sua autoria "para unificar as eleições municipais com as eleições para os demais cargos".

O texto "será prioridade para entrar em discussão neste ano". A afirmação foi do próprio presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco. Durante encontro em Zurique na Suíça, Pacheco falou com empresários sobre a importância de priorizar o assunto.

“A unificação não trará só a economia de dinheiro. O mais importante é que o Brasil sairá de um estado de permanência eleitoral, porque termina uma eleição e já começa a outra. E num país que acabou ficando polarizado na disputa eleitoral, quando um não é capaz de compreender as razões do outro, a unificação será mais importante ainda”, afirma Pacheco.   

A realização das eleições a cada dois anos demanda um alto investimento do Estado, com custos relacionados à logística, segurança, propaganda eleitoral e outros. Para o autor da PEC, senador Wellington Fagundes, “o sistema de hoje em dia prejudica o planejamento das administrações. É importante que a gente aprove neste ano ainda a unificação, pois o formato que está tem prejudicado o planejamento das administrações”, disse Fagundes. 

De acordo com a Justiça Eleitoral, no ano passado foram gastos quase R$ 11 bilhões nas eleições e para este ano, a proposta do orçamento é de quase R$ 12 milhões para as eleições municipais.

 

Com Assessoria




Deixe um comentário

Campos obrigatórios são marcados com *

Nome:
Email:
Comentário: