• Cuiabá, 17 de Maio - 00:00:00

NOTA - CUIABÁ

Sobre a denúncia do Ministério Público acerca de supostamente o prefeito Emanuel Pinheiro e outros servidores terem furado fila de vacinação contra a covid-19 - em 2021 - a gestão rebate.

Nota divulgada pelo Palácio Alencastro:

"O prefeito Emanuel Pinheiro atendeu com rigor às diretrizes que descreveu o Plano Nacional de Imunização (PNI) (comorbidade e faixa etárias) determinadas pelo Ministério da Saúde para a vacinação da população contra o coronavírus;

Não ocorreu fraude na imunização do prefeito, ele agendou a vacinação para uma data, mas como estava fora da faixa etária optou por aguardar o mês adequado;

A campanha Vacina Cuiabá foi transparente e iniciou-se em 20 de janeiro de 2021. No Município, inclusive, foi editada a Lei 6.661/2021, fixando multa no valor de R$ 21,8 mil para quem furasse a fila, fruto da preocupação constante do prefeito Emanuel Pinheiro em garantir imunização para aqueles que mais precisavam;

O prefeito reitera que está à disposição das autoridades para atender a qualquer solicitação versando sobre essas e outras informações."



0 Comentários



    Ainda não há comentários.