• Cuiabá, 13 de Novembro - 00:00:00

Bolsonaro prioriza militares em seu primeiro dia como presidente eleito em Brasília


CONGRESSO EM FOCO

Em seu primeiro dia como presidente eleito em Brasília, Jair Bolsonaro dedicará atenção especial aos militares. Após a sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, Bolsonaro deve almoçar com o ministro Defesa, Joaquim Silva e Luna. Na sequência ele tem reuniões com os comandantes da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e do Exército, general Eduardo Villas Bôas.

O presidente eleito deve tomar café da manhã, nesta quarta-feira (7), com o comandante da Aeronáutica, o brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato. Ao longo de seu segundo dia em Brasília, vai se encontrar com os presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha.

Às 16h de amanhã, Bolsonaro se encontrará pela primeira vez, desde sua eleição, com o presidente Michel Temer, em ato que marcará o início simbólico do governo de transição. Até o final de dezembro, equipes dos dois presidentes trabalharão juntas para reunir dados e sanar dúvidas, no esforço de dirimir dificuldades para o governo eleito.

Antes de se encontrar com Temer, o presidente eleito pretende visitar o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), onde funcionará o governo de transição e terá um gabinete particular.

Entre os 27 representantes do próximo presidente já definidos para a equipe de transição, estão o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, o futuro ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, o futuro ministro da Defesa, general Augusto Heleno e o vice-presidente do PSL, Gustavo Bebianno. A lista não traz o nome de nenhuma mulher.

Entre os indicados também está o deputado eleito Julian Lemos (PSL-PB), que já foi condenado por estelionato, preso em flagrante e autuado três vezes na Lei Maria da Penha.

 

Com informações da Agência Brasil