• Cuiabá, 22 de Outrubro - 00:00:00

PODER DE EP


Cuiabano, eleito vereador aos 23 anos, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) em sua trajetória mais uma vez pontua a liderança e força política.

Ao eleger o filho, Emanuelzinho (PTB) à Câmara Federal, o gestor da Capital mato-grossense dos 300 anos conseguiu não apenas dar sequência à história familiar na política, mas acima de tudo, provar sua nata habilidade nas articulações - contabilizando apoio na maioria absoluta dos municípios, com destaque à Baixada Cuiabana.

Filho do ex-deputado federal Emanuel Pinheiro da Silva Primo, o prefeito, ex-deputado estadual, chegou ao comando do Palácio Alencastro nas eleições 2016, vencendo não apenas o adversário Wilson Santos (PSDB), mas o “poder” do governador Pedro Taques, principal cabo eleitoral do tucano.

O resultado, num embate acirrado e repleto de ataques, foi da ordem de 60,41%, ou 157.877 votos válidos contra 39,59% ou 103.483.

No pleito municipal, ele contou com a coordenação no 2º turno a cargo do senador Wellington Fagundes (PR) – e assim, retribuiu nas eleições 2018, sendo apoiador na linha de frente da campanha do republicano – que desbancou o governador Pedro Taques, terceiro colocado.

A eleição de Emanuelzinho à Câmara Federal consolida ainda o reforço no Congresso aos pleitos de Cuiabá, leia-se no contexto das emendas a serem destinadas ao município. E seguindo os passos do pai, o jovem deputado federal eleito, também aos 23 anos, pontua bandeiras como “mais recursos à saúde” – sendo umas das principais prioridades na gestão em Cuiabá.