• Cuiabá, 23 de Outrubro - 00:00:00

Pedro Taques lembra campanha humilde e fiel às normas da legislação


Da Redação - FocoCidade

Governador Pedro Taques (PSDB) considerou ter feito uma campanha humilde, asseverando que isso significa que respeitou a legislação.

Taques votou na manhã deste domingo (7), no Ginário Aecim Tocantins, em Cuiabá.  Destacou as ações durante a campanha, mas pontuou não ter durante o período perfazer todos os municípios de Mato Grosso.

O governador confia na chance de segundo turno, e durante a campanha, criticou veementemente o grupo na liderança de Mauro Mendes (DEM), alfinetando o adversário acerca de aliados como o MDB de Carlos Bezerra.

Considerou no período que o Estado poderia correr o risco de “voltar à gestão do passado”, em menção ao Governo Silval Barbosa.

Expectativa de segundo turno

“A expectativa é a melhor possível, vamos respeitar a posição do eleitor. Estaremos no segundo turno e ganharemos as eleições. Quero agradecer a toda militância, os nossos deputados federais, os estaduais, o nosso senador Nilson Leitão (PSDB), nosso vice-governador Rui Prado (PSDB) e todos aqueles que nos fizeram chegar até aqui, voluntários no estado todo”, comentou.

Taques pontuou que esta é uma eleição completamente diferente das anteriores, especialmente por ter sido mais curta e com novos formatos de comunicação com o eleitor, além do teto de gastos estabelecido pela Justiça Eleitoral ser menor do que o permitido anteriormente. “Fizemos uma campanha humilde, o que mostra que não fizemos ‘caixa 2’, não fizemos caixa de campanha como governador, fizemos um trabalho com humildade e respeito ao cidadão, falando a ele a verdade”, destacou.

Taques também lembrou que em três dias de campanha visitou 32 municípios com carreatas e atos públicos. Para ele, nesse período, ainda que curto, os candidatos tiveram a oportunidade de discutir os gargalos e as propostas para Mato Grosso em entrevistas e debates realizados ao longo do processo eleitoral. “Compareci a todos os debates para que pudéssemos mostrar ao cidadão o que fizemos, porque fizemos e o mais importante: o que faremos no próximo mandato”, disse.

A equipe de campanha do governador crê em eventual segundo turno, assinalando confiança sobre o grupo de eleitores indecisos.