• Cuiabá, 19 de Dezembro - 00:00:00

Justiça Eleitoral determina suspensão de propaganda de Mendes contra Wellington


Da Redação - FocoCidade

Ataques no rádio e na televisão do candidato Mauro Mendes (DEM) contra o adversário Wellington Fagundes (PR) foram apontados pela Justiça Eleitoral como "inverdades". Assim, o democrata foi proibido de continuar a veicular as mensagens durante horário de propaganda eleitoral.

A decisão pontuada na segunda-feira (24) é do juiz auxiliar eleitoral Mario Roberto Kono de Oliveira. A Justiça Eleitoral considerou que ao contrário da acusação feita por Mendes, "Wellington não é réu em ação judicial".

A propaganda também apresentou inverdades sobre a declaração de bens do republicano, conforme decisão em caráter liminar. A defesa jurídica de Wellington pediu direito de resposta ainda a ser julgada no mérito. 

"Não tenho dúvida de que vamos receber esse direito de resposta da Justiça Eleitoral porque está muito clara a intenção de macular a imagem do candidato a governador sem base, numa clara demonstração de preocupação com o avanço da candidatura", afirmou o coordenador jurídico da coligação “A Força da União”, Gilmar d'Moura.

Wellington lidera frente de oposição ao atual governo. Sua coligação reúne dez partidos (PR, PMN, PROS, PC DO B, PODEMOS, PP, PT, PV, PRB e PTB) e tem Sirlei Theis como candidata à vice-governadora, além dos candidatos ao Senado Adilton Sachetti (PRB) e Maria Lúcia Cavalli (PCdoB).