• Cuiabá, 19 de Outrubro - 00:00:00

A crise no esporte de Mato Grosso, pedido de desculpas e muita vergonha!


Allan Kardec

Publiquei nas minhas redes sociais, na última quarta-feira (19), um vídeo para criticar o descaso com o que o atual governo vem tratando o esporte e lazer em Mato Grosso. Como profissional de Educação Física e apaixonado por essas áreas, não poderia deixar de pronunciar-me, principalmente depois que muitos jovens deixaram de embarcar como previsto para participar dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ’s), em Manaus (AM).

Logo nas primeiras horas, o vídeo teve uma grande repercussão: mais de 10 mil pessoas foram alcançadas. O assunto mexeu e mexe comigo, pois já participei dos Jogos como atleta e dirigente. Sei que essa insegurança sobre a participação de jovens já classificados desestimula qualquer pessoa. Pode enterrar muitos sonhos e carreiras.

Foi nessa condição que gravei o vídeo e, graças à pressão popular, os jovens embarcaram em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Sigo convicto na minha crença de que fiz e faço o meu papel como deputado estadual de cobrar a realização e participação nas diferentes etapas. Essa é uma forma de incentivar o esporte e lazer como atividade-fim em si mesmo e não um mero instrumento de outras áreas.

Sei que algumas pessoas não gostaram do meu posicionamento contundente, mas a situação do esporte e lazer é lamentável. Temos que tomar atitudes enérgicas e o posicionamento de um parlamentar é uma atitude política. Mesmo assim, não deixo de pedir desculpas aos atletas, técnicos, gestores, escolas, municípios, familiares, esportistas e servidores que lutam por esses setores que são atividade-fim em si mesmo, mas contribuem com a saúde, educação e cultura.

Sei que no governo há trabalhadores e trabalhadoras que exercem suas funções com zelo e amor, mas a Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer (SAEL) deve voltar a ser uma secretaria independente e ter o comando comprometido com sua missão institucional.

Peço desculpas pela situação que o esporte e lazer vêm passando nos últimos anos, pois me sinto compadecido diante de muitos jovens que têm os sonhos prejudicados. Só quem foi atleta sabe a importância de ir para as diferentes etapas e como é grande o orgulho de representar sua escola, cidade e Estado.

Na Assembleia Legislativa, tenho feito o possível para honrar esses jovens e toda a sociedade de Mato Grosso. No esporte e lazer, apresentarmos projeto de emenda para garantir 5% do Fundo de Equilíbrio Fiscal (FEEF) para essas áreas, o que representaria mais R$ 14 milhões por ano. A proposta foi recusada pela base governista por orientação dessa gestão.

Apresentamos conjuntamente projeto de lei que regulamenta os esportes equestres em Mato Grosso para promover as diferentes atividades e o bem-estar dos animais; projeto para tornar obrigatória a presença de profissional de Educação Física nas academias ao ar livre e estabelecimentos de atividade física; realização de pelo menos três aulas de Educação Física por semana nas escolas da rede estadual.

Também realizamos audiência pública para debater as políticas públicas para esporte e lazer, a pesca esportiva e obrigatoriedade de avaliação física antes de atividades físicas; pedimos, através de requerimento formal, informações sobre a aplicação de receitas vinculadas ao esporte e lazer, sobre reforma em quadras de esportes de diversas escolas, em relação à concessão de Bolsa Atleta, obras paralisadas referentes aos esportes; realizamos homenagem aos atletas dos Jogos Universitários (JUM’s) e também demais desportistas; indicamos instalação de bebedouros no Parque Zé Bolo Flor, fornecimento de materiais esportivos para escolas e municípios, construção e reformas de quadras poliesportivas, recursos financeiros para passagens de atletas.

Também garantimos apoio e emendas parlamentares para escolas e projetos esportivos em diversos municípios que somam mais de R$ 700 mil (R$ 120 mil para reforma de quadra na COHAB Marechal Rondon em Santo Antônio de Leverger  -protocolo 188208/18; R$ 180 mil para cobertura de quadra na Escola Bartolomeu Gonçalves de Queiroz, em Santo Antônio de Leverger  - protocolo 188278/18; R$ 150 mil cobertura de quadra na Escola Maria Leite Marcoscki, em Várzea Grande - protocolo 253282/18; R$ 30 mil para contratação de projeto de prática esportiva em Pontes e Lacerda - protocolo 130629/18; R$ 60 mil para realização do Campeonato Estadual de Karatê Tradicional – protocolo 188222/18; R$ 100 mil para o projeto Karatê Tradicional: Esporte e Cidadania - protocolo 115879/18; R$ 50 mil para a Liga Mato-grossense de Handebol 2018 - protocolo 230621/18; R$ 10 mil Copa Brasil de Tênis de Mesa, entre outros.

Como professor, também realizei cursos e palestras para debater o assunto. Trouxe o renomado educador físico e historiador Leandro Paiva para falar do elo entre as lutas pré-históricas e lutas corporais dos índios do Xingu.

Fizemos tudo isso em apenas 01 ano e 7 meses no parlamento estadual. Quem quiser mais informações pode ver nas minhas redes sociais, no site www.professorallankardec.com.br ou nesse link: http://www.al.mt.gov.br/parlamento/deputados/379/perfil.

Apesar de o quadro ser caótico atualmente, tenho esperança que o próximo governo dê a atenção devida ao esporte e lazer. Conseguimos reunir desportistas de diversas áreas para discutir o assunto nessa campanha e a sensação é a mesma: melhores tempos virão. 

 

Allan Kardec Benitez é profissional de Educação Física, Delegado do CREF 17, professor da rede estadual de Educação, Especialista em Gestão Educacional, Mestre em Estudos de Cultura Contemporânea, Doutorando em ECCO/UFMT, membro do Instituto Histórico e Geográfico (IHGMT) e deputado Estadual.