• Cuiabá, 19 de Dezembro - 00:00:00

Anatel notifica operadora Oi após reclamações sobre péssima qualidade de serviços no Araguaia


Da Redação - FocoCidade

A Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel) notificou a operadora Oi na região do Araguaia para que avalie os problemas relatados pelos usuários, sobre péssima qualidade de serviços, ao passo que também se manifeste quanto às medidas que serão tomadas para as melhorias.

Pontuando o cenário de reclamações na região, o deputado federal, Nilson Leitão (PSDB) solicitou à Anatel providências para que hajam melhorias nos serviços de telefonia e internet da prestadora. Em ofício encaminhado ao ministro da Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), em julho deste ano, Leitão cobrou a solução das inúmeras queixas relatadas pela população local. Em resposta, a Anatel informou que vem monitorando a qualidade dos serviços por meio de indicadores de desempenho mensais e que são aplicadas as sansões cabíveis em face da empresa para cada descumprimento de meta. 

Segundo o parlamentar, a Agência revelou que já há um processo adicional de fiscalização de telefonia móvel em municípios da região, que evidencia os problemas de qualidade de forma mais específica que a regulamentar, tendo adotado medida cautelar para melhoria dos serviços. Além disso, possui um procedimento administrativo para sancionamento dos casos ainda não recuperados, visando punir a operadora pela ineficiência. 

Em contrapartida, a empresa se manifestou apontando evolução em seus posicionamentos no ranking de qualidade, com previsão de investimentos no aumento de portas e disponibilidade de serviços. Além disso, a operadora Oi se prontificou a fazer análise específica dos problemas identificados na telefonia móvel, com pedido de maior prazo. 

“Como interlocutor social e representante do povo de Mato Grosso, quero continuar trabalhando pela melhoria da qualidade de vida da população do Araguaia. Investir em melhorias na comunicação significa ligar as pessoas. E quero seguir fazendo isso lá em Brasília. Só que agora no Senado Federal, com a permissão de Deus e a vontade do povo”, concluiu.

 

Com Assessoria