• Cuiabá, 19 de Setembro - 00:00:00

Cuiabá sobe 2 pontos em relação a 2015 e supera meta do IDEB


Maria Barbant - Sicom

As escolas municipais de Cuiabá avançaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2017, nos anos iniciais (1º ao 5º ano) e superaram a meta projetada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). A média das escolas municipais em 2017 foi de 5,7, enquanto a meta estipulada pelo MEC foi de 5.3. Desde 2007 Cuiabá vem apresentando crescimento nos índices, partindo de 4.1, naquele ano, até chegar ao índice atual. Com esse desempenho Cuiabá ultrapassou a meta projetada pelo Ministério da Educação para 2019 que é de 5.6.

Para a secretária adjunta de Educação, Edilene Machado, Cuiabá vive uma evolução no trabalho pedagógico da rede municipal, que pode ser constatada nos resultados do IDEB. Das 45 escolas municipais dos anos iniciais que fizeram a Prova Brasil, 33 mantiveram ou superaram a meta estipulada pelo MEC. 

Para avaliar a qualidade do ensino das escolas públicas, produzindo informações sobre o nível de aprendizado e proficiência dos alunos matriculados na rede, é aplicada a Prova Brasil, em Língua Portuguesa e Matemática. A Prova Brasil é um dos componentes para o cálculo do IDEB.

“Desde o início da gestão Emanuel Pinheiro estabelecemos metas e acompanhamento para o trabalho pedagógico dos profissionais da educação, focando nossos esforços na formação dos nossos profissionais, na melhoria das estruturas físicas das nossas unidades e na implantação de programas que auxiliem a formação integral dos nossos alunos. Esse esforço vem sendo evidenciado nos resultados do IDEB. Cuiabá vem apresentando um crescimento constante nos índices”, observou a secretária adjunta.

Nos anos iniciais, a Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Ana Tereza Arcos Krause permaneceu com a melhor colocação no ranking das escolas públicas municipais pela quarta vez, com desempenho de 6,8 em 2015 e índice de 8.0 em 2017.

Ainda em relação às escolas nos anos iniciais mais bem posicionadas estão a EMEB Madre Marte Cerutti que passou de 6.2 em 2015 para 6.8 este ano e a EMEB 12 de Outubro, que em 2015 atingiu o índice de 6.2 e em 2017 cresceu para 6.6. Também apresentou crescimento, a EMEB Floriano Bocheneki que em 2015 alcançou 5.1 e em 2017 obteve 6.3.

Nos anos finais, fizeram a Prova Brasil cinco escolas municipais, quatro delas do campo. As EMEBs Ranulpho Paes de Barros (urbana) e as EMREBs Nova Esperança e Prof. Udeney Gonçalves de Amorim apresentaram crescimento nos índices.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos avaliou os desafios que o município enfrenta, com uma rede de Ensino com mais de 50 mil alunos, 162 unidades e 6.589 profissionais. “Nosso grande desafio é manter os índices e crescer gradativa e consistentemente nas avaliações. Temos problemas de infraestrutura, heterogeneidade de público atendido, e outros, mas sabemos que com profissionais capacitados e comprometidos, focados em oferecer o melhor para o processo ensino aprendizagem, podemos superar esses desafios”, destacou.

Para avançar nesse crescimento, o prefeito Emanuel Pinheiro vem investindo na revitalização físicas e reequipando as unidades, retomando obras cuja construção estavam paradas e na formação dos profissionais da Educação. “Em 2019 além da formação, implantação de programas voltados para a melhoria física e revitalização das nossas unidades, como o ‘Climatizar é Humanizar’, que vai equipar 300 salas de aulas com ar condicionado até abril de 2019, vamos focar na alfabetização com o lançamento de um programa voltado para os alunos dos 1º e 2º anos, e ampliação de outros como o da Inteligência Emocional, cujos resultados positivos são evidentes e que podem refletir positivamente em toda a comunidade escolar. Estamos empenhados em implementar essas e outras ações, para que a nossa Capital, nos seus 300 anos, seja um exemplo de superação e avanço também na área da Educação”, ressaltou Emanuel Pinheiro.

IDEB

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação e Cultura (MEC).

O IDEB é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos, calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil para os municípios, onde é avaliada a proficiência em Matemática e Língua Portuguesa.