• Cuiabá, 16 de Novembro - 00:00:00

Em discurso no Senado, Wellington promete "Governo de justiça social"


Da Redação - FocoCidade

Em discurso no Senado, o líder da chapa majoritária do PR na corrida ao Palácio Paiaguás, Wellington Fagundes (PR), prometeu realizar uma gestão pautada na justiça social, se eleito no pleito geral. “Eu tenho certeza de que, pela experiência na Câmara dos Deputados e no Senado, haverei de fazer um bom governo, mas principalmente um governo da justiça social". 

Ele destacou o amplo apoio obtido por sua candidatura ao Governo do Estado, aprovada oficialmente no último domingo, em coligação de 10 partidos políticos – o que confere também maior tempo de propaganda. A chapa tem o nome “A Força da União” e pretende, segundo ele, fazer um Governo voltado para as pessoas.

Fagundes lembrou o fato de ter uma mulher como candidata a vice-governadora, Sirlei Theis (PV), que é servidora pública e já ocupou o cargo de secretária-adjunta de Segurança Pública. Segundo o senador, "trata-se de uma das pessoas mais capacitadas nesse setor e que será fundamental em seu Governo".

Nas análises acerca do Estado, disse que "Mato Grosso tem 720 km de divisa seca com a Bolívia e mais 200 km de divisa fluvial, 900 km praticamente desprotegidos pela presença do Estado. Esse fato é um dos responsáveis pela violência, sobretudo devido ao tráfico de drogas, alavancados por outros crimes transnacionais".

Ao destacar a força da mulher, o senador republicano observou ainda a presença na chapa majoritária da ex-reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Maria Lucia Cavalli Neder, do PCdoB, que disputará uma vaga ao Senado. A outra vaga é ocupada pelo produtor rural Adilton Sachetti, atual deputado federal pelo PRB.

Os partidos que compõe a chapa são o PR, PV, PRB, PCdoB, PP, PT, PTB, PMN, PROS e Podemos.

 

Com Assessoria