Repasse de R$ 46 mi do FPM nesta segunda-feira sofre queda de 7% - Foco Cidade
  • Cuiabá, 18 de Agosto - 00:00:00

Repasse de R$ 46 mi do FPM nesta segunda-feira sofre queda de 7%


Da Redação - FocoCidade

O repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) às prefeituras do Estado, nesta segunda-feira (30), soma R$ 46 milhões e representa  queda de 7% se comparado ao mesmo período de 2017. Os dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), conferem a Cuiabá o montante de R$ 3,9 milhões, a maior fatia no bolo de distribuição. 

O FPM hoje se refere ao 3º decêndio deste mês. O valor da transferência global é de R$ 2.019.238.625,49, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). 

Em valores brutos, ou seja, incluindo o Fundeb, o montante é de R$ 2.524.048.281,86. De acordo com dados da Secretária do Tesouro Nacional (STN), o 3º decêndio de julho de 2018, quando comparado com o mesmo decêndio de 2017, apresentou redução de -3,15% em termos nominais, ou seja, sem considerar os efeitos da inflação.

Quando o valor do repasse é deflacionado e comparado ao mesmo período de 2017, a queda é de -7%, levando em consideração a inflação do período. Esse valor é explicado pelo acumulado da inflação nos últimos 12 meses, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que está em 4,39%.

Acumulado
Já em relação ao acumulado do ano, é possível constatar que o repasse total do FPM tem apresentado crescimento positivo. O repasse aos Municípios de janeiro até o 3º decêndio de julho de 2018 apresentou crescimento de 8,33% em termos nominais em relação ao mesmo período de 2017. Ao considerar o comportamento da inflação, o FPM acumulado do ano de 2018 indica aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Orientações
Apesar de o cenário do FPM ser positivo em relação ao acumulado do ano, a CNM reforça que os gestores precisam manter cautela ao gerir os recursos municipais nos próximos meses do ano. A entidade lembra que historicamente os recursos do FPM do primeiro semestre são superiores aos do segundo. Dessa forma, é necessária a elaboração de um planejamento estratégico para que não ocorram surpresas negativas. 
 

Com Agência CNM

 




0 Comentários



    Ainda não há comentários.