• Cuiabá, 09 de Dezembro - 00:00:00

Pesquisa registra segundo recuo do Índice de Confiança do Comércio


Da Redação - FocoCidade

Pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá, no mês de julho, apresentou variação negativa de 1,6% sobre o mês de julho e de 3,9% em relação a maio, atingindo 125,2 pontos. Se comparada ao mesmo período do ano passado, a alta chega a 10,1%, quando registrava 113,7 pontos.

O estudo é o único acima da margem de insatisfação (100 pontos) por parte dos empresários do comércio, com limite em 200 e foi apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), sendo divulgada na sexta-feira (20) pela Fecomércio-MT. 

A entidade que representa o setor do comércio no Estado (Fecomércio-MT), explica que a queda registrada nos últimos dois meses da pesquisa ainda é reflexo da crise ocorrida no mês de maio, o que fez aumentar a insatisfação com a situação atual da economia e a sua expectativa de crescimento. Ainda assim, a classe empresarial acredita numa situação melhor para este ano do que em anos anteriores.

Pesquisa atual registra queda em todos os subíndices

O subíndice que monitora as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) – ligado à economia e ao próprio comércio –, teve a maior queda no mês (-2,6%). Mesmo assim, sua variação é positiva na comparação com o mesmo período do ano passado, de 18,3%, saltando de 84,4 pontos para 99,9 pontos.

Sobre a Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) – também ligados á economia e ao comércio –, a pesquisa registrou retração de 0,9% no mês. Na variação anual, o subíndice registrou aumento de 1,9% sobre julho de 2017, somando 162,1 pontos.

Investimentos também diminuem por parte dos empresários

Com o cenário menos favorável, registrado nos últimos dois meses da pesquisa, o subíndice relativo ao Investimento do Empresário do Comércio (IIEC) recuou 1,5% em julho sobre o mês anterior, com destaque para o Indicador de Contratação de Funcionários, que apresentou queda de 2,2% em julho. Apesar da retração, o IIEC aumentou 16,2% de julho de 2017 para o mesmo mês deste ano, totalizando 113,6 pontos. 

A CNC já revisou para baixo a previsão de crescimento no volume de vendas no varejo para o setor em 2018 e a Fecomércio-MT acompanhou o ritmo de queda, de 5% para 4,8% em todo o Estado.

 

Com assessoria