• Cuiabá, 21 de Setembro - 00:00:00

Na relatoria, senador alerta sobre urgência de recursos à defesa de fronteira


Da Redação - FocoCidade

Relator setorial na Comissão Mista de Orçamento para assuntos de justiça e defesa, o senador Wellington Fagundes (PR) disse que os esforços são para garantir incremento nos recursos destinados às forças de segurança, principalmente as que atuam na fronteira.

O assunto foi discutido na sexta-feira (6) durante a entrega de 15 novas viaturas para a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso e a inauguração da cobertura do posto da PRF em Rondonópolis em comemoração aos 90 anos da instituição.

Fagundes lembra a importância estratégica de Mato Grosso, estado que divide com a Bolívia 700 km de fronteira seca, bastante utilizada para o tráfico de drogas e contrabando de armas. “Mato Grosso – e a BR-163/364 – é rota de tráfico e contrabando, crimes que financiam os crimes nas grandes cidades do país”, lembra. Durante a entrega das viaturas, o senador reforçou o papel da PRF não apenas na fiscalização das rodovias, mas no combate a esses crimes.

O diretor-geral da PRF, Renato Dias, reforçou a importância de investimentos e da ação integrada entre todas as forças de segurança. Ele reivindicou ao senador investimentos na construção de nova sede da PRF em Cuiabá e de postos policiais no interior do Estado, a reforma de outros e a aquisição de um helicóptero a ser usado no combate aos crimes.

Segundo ele, a PRF contou com um incremento de 58% de recursos no orçamento de 2018, que estão sendo investidos na reforma de 50 postos policiais em Mato Grosso, na aquisição de cerca de 1 mil viaturas no país e na abertura de novas vagas mediante concurso público. “Mas precisamos continuar contando, a cada ano, com mais recursos para vencermos a criminalidade. Por isso, peço ao senador que, como relator setorial na Comissão Mista de Orçamento, não deixe de atender a PRF”, disse.

Wellington Fagundes pretende atuar na CMO para que as reivindicações sejam incluídas no Orçamento Geral da União de 2019. (Com assessoria)