• Cuiabá, 18 de Junho - 00:00:00

Apicultor de Minas trará produção de mel para Sinop


Da Redação - FocoCidade

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) fecha o último dia da primeira Norte Agorshow com um ciclo de palestras voltadas ao apicultor, foco do stand, mantido na feira, que apresentou técnicas informações e novidades voltadas à agricultura familiar.

As palestras trataram temas como melhoramento genético de rainha e manejo de alta produtividade reunindo, assim, apicultores de cidades como Lucas do Rio Verde, Sorriso, Nova Canaã do Norte, Tabaporã e Itaúba.

Presente, também, na palestra o apicultor da cidade de Guanhães, Estado de Minas Gerais, revelou bastante interesse em trazer seus negócios para o município. Collor José de Almeida, que trabalha com abelhas há 07 anos, veio à convite do técnico da Sedec, Luiz Nogueira e revela que em pouco tempo quer estar com suas colmeias instaladas aqui.

“Fiquei sabendo através do Luiz, que eu conheci no ano passado em um curso que fiz na Bahia. Ai eu estava conversando com ele sobre região, porque nossa região tem muito apicultor. É muito concorrido, lá. Aí ele estava falando que aqui em Sinop tem espaço e tem pouco apicultor. Me interessei e vim pra cá conhecer a região”, revela sobre seus futuros investimentos no município.

Collor tem seu network bastante ampliado e os negócios bastante acelerados. Amanhã, mesmo, já tem compromissos marcados para que sua vinda e fixação no município se concretizem o mais rápido possível. “Eu vim conhecer o clima, a florada daqui para investir na apicultura da região porque aqui tem espaço, tem um potencial muito bom apícola”.

O apicultor mineiro tem, pelo menos, 900 colmeias e, em 2017, foi responsável por uma produção de 27 toneladas durante o ano e, segundo ele, quer trazer toda a sua estrutura e produção para o município.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico tem procurado, cada vez mais, organizar e fomentar a atividade de criação de abelhas e produção de mel. Ao longo do ano são ofertados cursos e feitas visitas com orientações aos produtores da região. Uma das ações mais recentes é votar os olhos à novos produtores e incentivar a prática, dentro da agricultura familiar, não como subsistência, mas sim como atividade econômica. (Com assessoria)




0 Comentários



    Ainda não há comentários.