AL realiza o III Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso - Foco Cidade
  • Cuiabá, 14 de Agosto - 00:00:00

AL realiza o III Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso


Da Assessoria

Pela terceira vez, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por intermédio do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), organiza o III Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso. O tema dessa edição é “Educação, Inclusão e Qualidade”. O evento começa nesta terça-feira (22), se estendendo até quarta-feira (23), das 18h às 22h, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.

“Estamos na terceira edição de um evento que é um sucesso, pois ele ajuda muita gente, que acaba se identificando com algumas histórias que são contadas”, afirma Wilson. “A importância do simpósio é irradiar, difundir que a dislexia não é uma doença, de que as pessoas que possuem esse distúrbio de aprendizagem podem perfeitamente conviver no ambiente familiar e escolar”, complementa.

Santos, que é idealizador e coordenador do simpósio, também é autor de duas leis voltadas especificamente às pessoas com dislexia. Porém, conforme o parlamentar, ainda é preciso construir mais políticas públicas que envolvam essas pessoas e, para isso, é necessário mais sensibilidade por parte dos governantes.

Programação - No dia 22, o palestrante será o neurologista Clodoaldo Pirani Júnior, formado em medicina pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e especialista em Clínica Médica e Neurologia Clínica, pelo Hospital das Clínicas da Universidade de Campinas.

O mestre em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público, especialista em Direitos Difusos e Coletivos, Miguel Slhessarenko, também irá palestrar.

Já no dia 23, as palestras ficam por conta da professora Ana Luiza Navas, fonoaudióloga, mestre e doutora em Psicolinguística; presidente do Instituto ABCD-SP. O doutor Junior Cadima, músico/neuropsicopedagogo, falará sobre o tema “Música, Inclusão e Acessibilidade”.

Por fim, o último dia do simpósio oferecerá oficinas. “Recursos musicais e sonoros para profissionais da saúde e educação”, com o doutor Junior Cadima, e “Tecnologia como auxilio ao disléxico”, com a professora Andrea Chagas, doutoranda do Programa de Estudos em Cultura Contemporânea da UFMT e membro da Associação Mato-grossense de Dislexia.




0 Comentários



    Ainda não há comentários.