• Cuiabá, 14 de Dezembro - 00:00:00

PR abre Plano de Governo a participação de outras siglas e reforça projeto 2018


Da Redação - FocoCidade

O plano no PR de assegurar respaldo para construção da candidatura ao Governo do senador Wellington Fagundes, e que vem contabilizando respaldo "extraoficial" de nomes fortes da política estadual, vem assinando viés favorável ao pontuar abertura para outras legendas na elaboração do Plano de Governo.

É o caso do PP presidido pelo deputado federal Ezequiel Fonseca, que entregou as diretrizes do Plano de Governo do partido ao senador, com objetivo de contribuir para a formatação das ações que devem ser propostas por Fagundes, confiando na possibilidade de liderança de chapa majoritária. 

O dirigente partidário deixa clara sua posição de defesa do nome de Fagundes para a corrida ao comando do Estado, mas precisa oficializar esse discurso e para isso, vem trabalhando as articulações não só no PP, e entre seus principais líderes, leia-se o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, mas também nos entendimentos com outras siglas. 

Maggi que não disputará as Eleições 2018, e que pode ser um candidato futuro não descartando essa tese, é amigo do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), nome aventado para a disputa ao Governo. Nesse cenário, a também considerada chance de Mendes não disponibilizar seu nome no embate, abriria campo para "apoio pessoal" de Maggi ao projeto do PR.

Em eventos recentes no Estado do agronegócio, Maggi demonstrou simpatia com a possibilidade de Wellington Fagundes adentrar na corrida ao comando de Mato Grosso. O ministro se mantém na linha da cautela ao comentar o assunto, preferindo não tecer análise direta sobre a gestão Pedro Taques, mas próximos do progressista assinalam ser ele um dos que integram o grupo de insatisfeitos.