• Cuiabá, 21 de Junho - 00:00:00

Deputados do Parlasul apoiam indicação de Lula ao Prêmio Nobel da Paz


Da Assessoria

Em reunião nesta segunda-feira (12.03) no Parlamento do Mercosul (Parlasul) em Montevidéu no Uruguai, o deputado federal Ságuas Moraes (PT) e outros 16 parlamentares dos cinco países que compõe o Parlamento, assinaram um manifesto de apoio a indicação do ex-presidente Lula ao Prêmio Nobel da Paz. A indicação de Lula será feita pelo ativista de direitos humanos argentino, Adolfo Pérez Esquivel, vencedor do prêmio em 1980.

Ságuas destacou que foi unânime a decisão dos parlamentares progressistas que compõe o Parlasul, em apoiar a inciativa de Adolfo Esquivel que anunciou no início deste mês, que indicará o ex-presidente ao Prêmio Internacional, concedido pelo Comitê Nobel da Noruega. De acordo com Ságuas, a indicação de Lula “se justifica por tudo que ele construiu na vida pública do Brasil, com políticas sociais reconhecidas em todo mundo pelo caráter de paz e que reduziram as desigualdades sociais”, disse.

O petista destacou ainda que as contribuições prestadas por Lula ao Brasil e ao mundo precisam ser reconhecidas, ‘principalmente neste momento em que o ex-presidente vem sendo perseguido pela Mídia Brasileira, e por setores do Poder Judiciário e do Ministério Público, que visam impedir sua candidatura a presidência em 2018 e interditá-lo politicamente’.

Indicação            

O ativista de direitos humanos, Adolfo Pérez Esquivel, anunciou que apresentará ao Comitê Norueguês, a indicação de Lula para o prêmio Nobel da Paz. O prêmio anual é concedido no segundo semestre a personalidades ou organizações, que se destacam na luta pela promoção da paz.

Em reunião com o ex-presidente Lula em São Paulo, no último dia dois, Esquivel destacou que “a chegada do PT e de Lula à presidência do Brasil marcaram um antes e um depois no país, ao ponto de seu nome converter-se em referência internacional na luta contra a pobreza. Mais de 30 milhões de pessoas foram resgatadas da pobreza extrema, o que reduziu as desigualdades e aumentou o índice de desenvolvimento humano no país”, disse.

Ao defender a proposta que levará ao comitê do Prêmio Nobel, Esquivel destacou que os governos Lula tomaram “medidas cruciais para a paz dos brasileiros e foi um exemplo para o mundo”.




0 Comentários



    Ainda não há comentários.