• Cuiabá, 21 de Outrubro - 00:00:00

Justiça Eleitoral atenta


Vinícius Bruno

As facilidades propostas pelas novas tecnologias de informação empregadas nas redes sociais revolucionaram o comportamento humano. Contudo, assim como constatou o memorável jornalista italiano Umberto Ecco, a internet também deu voz a muitos idiotas.

O problema é que não apenas idiotas estão a usar das redes sociais para propagar suas simulações de verdade. Muitos criminosos e mentes perigosas estão se utilizando das redes sociais para propagar as chamadas fake news (notícias falsas).

Não é de agora que as notícias falsas são utilizadas para macular a imagem de políticos, pessoas públicas e autoridades civis. Quanto a este tema, a Justiça Eleitoral está alguns passos à frente dos “marginais da internet”. Exemplo disso é o Fórum Nacional da Propaganda Eleitoral na Internet, que será realizado em 1º e 2 de março deste ano, em Cuiabá.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, estarão presentes no Fórum executivos do Google, Facebook e Twitter, especialistas da Polícia Federal em investigações cibernéticas e operadores do Direito.

Sem sombras de dúvidas que a atitude da Justiça Eleitoral é louvável em discutir um assunto tão atual e que pode influenciar milhares de vidas de cidadãos que irão as urnas neste ano, além é claro, de combater os ataques inflamados e mentirosos de estratégias antiéticas que, sem dúvidas deverão povoar a internet daqui até as eleições.

Quanto ao mais, fica o alerta, para que não sejamos vítimas de notícias falsas ou daquelas manchetes sensacionalistas que só querem atrair visualizações. Bom senso e apuração nunca são de mais, quando alinhados com estratégias de inteligência, como está na agenda da Justiça Eleitoral.