• Cuiabá, 22 de Outrubro - 00:00:00

Tentativa de resgate de preso em UPA deixa cinco feridos


MIDIANEWS

Cinco pessoas ficaram feridas na tarde desta terça-feira (13), dentro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Morada do Ouro, em Cuiabá, durante tentativa de resgate a um preso que estava aguardando atendimento médico.

Entre os feridos estão um bebê de apenas seis meses, sua mãe e uma enfermeira.

As primeiras informações davam conta de que uma pessoa havia morrido na troca de tiros. Essa informação, no entanto, não foi confirmada pela Polícia Militar nem pela Secretaria Municipal de Saúde.

Ficaram feridos o agente prisional Dirley de Pinho Pedro, de 34 anos, com dois tiros na perna; a enfermeira Rosemeire Sousa da Silva, de 51, com um disparo na perna; o bebê V.H.C.M., com perfuração nas costas e mão; além de duas pessoas identificadas como Estefani Camargo Santos, 22, que é mãe da criança e recebeu um tiro no braço esquerdo, e Dayane da Silva Romão, 33, atingida no tórax.

Segundo João Batista Pereira, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso, uma equipe do SOE (Serviço de Operações Especiais) do Sistema Prisional estava chegando com o preso para o atendimento, quando foi cercada por dois veículos.

Neste momento, os ocupantes dos dois carros desceram com armas pesadas, dando início a uma troca de tiros.

O tiroteio aconteceu quando o preso era levado para a chamada sala de classificação, que é onde a equipe médica avalia a urgência do caso para encaminhamento médico. Ali trabalha a enfermeira que se feriu.

Os bandidos tentavam resgatar José Edmilson Bezerra Filho, de 31 anos, que está preso na Penitenciária Central de Cuiabá. Apesar da ação dos comparsas, ele não foi resgatado.

No final da tarde, o clima era de tensão na unidade, que interrompeu o atendimento após o tiroteio. "Os atendimentos devem ser suspensos. Já mandamos os funcionários para casa, porque estão todos abalados", disse a secretária de Saúde, Elizeth de Araújo.