• Cuiabá, 22 de Outrubro - 00:00:00

Direitos Humanos dissolvida por meio da educação (Enem)


Katheleen Farias da Cruz

A dignidade da pessoa humana vem acentuando-se assustadoramente com a evolução histórica da sociedade. Isso ocorre, principalmente, em função dos direitos jurídicos e o ensino nas escolas.

Sendo assim, a dignidade é a virtude, a honra e a consideração – em regras gerais – é entendida como qualidade moral adquirida pelo ser humano. Afinal, toda pessoa busca respeito e reconhecimento por parte dos seus semelhantes. Dessa forma, o reconhecimento e a proteção, quando se trata de direitos humanos, ou seja, dignidade humana é o resultado da evolução pensamento humano, no momento em que nos colocamos no lugar do outro. Ademais, quando se fala de direitos humanos de forma jurídica deve-se ir à sua base histórica, iniciada na Assembleia Constituinte de 1789 dedicou-se à elaboração de uma nova constituição francesa, aprovando a declaração de direitos do homem e do cidadão, que estipulava liberdades individuais e estabelecia igualdade perante a lei.

Todavia, não foi uma medida que perpétuo durante a história jurídica, porque regimes Nazistas e Fascistas, por décadas, foi uma “praga” que modificou a forma de pensar da maioria das pessoas, portanto dizimou milhões de judeus, negros ou qualquer outra etnia, justificando-se que esses seres eram inferiores. No período após a Segunda Guerra Mundial, já descobertas os genocídios cometidos, sobretudo, por alemães foi criada a Organização das Nações Unidas (ONU) órgão internacional no qual trouxe à tona o assunto sobre direitos humanos. Assim, mencionados pela constituição francesa e que dos quais, sentia tanta falta aquele mundo despedaçado.

Além do mais, o nosso país, somente em 1988, com a constituição cidadã trará à tona esses pensamentos revolucionários de liberdade individual e coletiva, estabelecendo uma igualdade jurídica perante os cidadãos. Isso está ocorrendo, por meio da educação um dos eixos fundamentais para construção de uma sociedade, conforme Rousseau:” O Homem é bom na sua essência, a sociedade é que transforma. Dessa forma, o direito à educação faz uso de concepções e práticas pedagógicas fundamentadas nos direitos humanos para a promoção e aplicação na vida cotidiana com a ajuda da sociedade.

Assim, verifica-se que a dignidade da pessoa humana é um assunto muito discutido ao longo da história humana. Somente, A educação transforma uma nação, é necessário que o governo tome medidas por meio da interdisciplinaridade de disciplinas nas escolas que deverão tratar de assuntos similares fazendo ligaduras entre os conhecimentos, a mídia fazendo campanhas publicitárias a fim de que a sociedade conheça seus direitos. Dessa maneira, construiremos um país justo, igualitário e soberano.

 

Katheleen Farias da Cruz é Graduada em Letras Língua e  Literatura Portuguesa  pela Ufam (Universidade Federal do Amazonas) - katheleenfarias@gmail.com