• Cuiabá, 19 de Novembro - 00:00:00

Horrores de uma Casa


Sonia Fiori

As investigações em torno da suposta quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), enquanto ainda era deputado estadual, na Câmara Municipal de Cuiabá já tomaram proporções de desrespeito entre membros da CPI do Paletó e vereadores que estão acompanhando a situação.

Na sessão ordinária desta quinta-feira (8) o vereador relator da CPI, Adevair Cabral (PSBD) chegou a ofender os colegas vereadores Felipe Wellaton (PV) e Marcelo Bussiki (PSB), chamando-os de “vereador de Facebook” e “Presidente Treme-Treme”, respectivamente.

As ofensas foram deferidas em resposta as criticas que os vereadores pronunciaram na audiência da CPI realizada na quarta-feira (7), em relação ao fato do relator da CPI, Adevair Cabral ter recebido, sem a devida competência, um ofício do depoente Valdecir Cardoso de Almeida, que seria o primeiro ser ouvido pela comissão parlamentar de inquérito, e que deveria ter protocolizado o pedido de adiamento para ser ouvido no Protocolo Geral da Câmara, ao invés de no gabinete do vereador Adevair.

Toda essa situação tem revelado que os ânimos não andam tão amistosos na Câmara Municipal de Cuiabá, que para muitos tem deixado de ser chamada de “Casa dos Horrores” para ser simplesmente o “Circo”.

Sem dúvida que tudo isso é lamentável aos olhos do Estado Democrático de Direito e para o interesse público e social de uma democracia. Espera-se no mínimo que temas de séria responsabilidade como as investigações de uma CPI sejam levados para o campo do diálogo e discussões construtivas, e não pelas vias de ofensas pessoais.