• Cuiabá, 21 de Outrubro - 00:00:00

E então você se foi...


Sonia Fiori

Chico das grandes tiradas, das grandes ideias, da sagacidade. Chico das piadas, da gargalhada, da animação.

Lá vai o Chico, com aquele jeito menino, cabeça de adulto e a maturidade pincelada de uma criança.

Aí vem o Chico, menino esperto, olhar matreiro, visão de águia.

Aí está o Chico, em todos os lugares onde possa colher a boa informação, municiando os “pingos e letras” que lhe renderiam bons furos.

Ah Chico... Sempre disposto a ajudar, companheiro de jornadas extenuantes e se não der pra dormir, e daí não é? O importante pra Chico é ter o domínio de muito a escrever e muitas vezes, do que não dá pra escrever...

E aí Chico? Que tal um game pra gente transformar o vilão em “chatos” do dia a dia e minar eles com boas e sonoras risadas...

Pois é Chico, nem mesmo dodói você sossega e rápido solta resposta: “você sabe como é jornalista não é?!”

Chico, a falta já se faz e o convívio compensador, alentador, bate no coração ferido.

Não vou mais viajar contigo, pelo menos por ora né Chico...

Então amigo querido, viaje com Deus e eu aqui te guardo pra sempre... 

Minha homenagem a Francisco Borges, o Chico, que nos deixa e em memória do excepcional jornalista Marcos Coutinho, outro grande amigo que partiu, e partiu meu coração...