• Cuiabá, 15 de Dezembro - 00:00:00

Em solenidade, crise política dá lugar à união de Poderes


Sonia Fiori - Foco Cidade

A crise política e econômica, a corrupção e o confronto entre Poderes Constituídos deu a tônica de todos os discursos da solenidade de diplomação da prefeita reeleita Lucimar Campos (DEM), e dos vereadores, em solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (16), no Legislativo. 

"Não existe dignidade para o povo, sem qualidade de vida e sem a união de esforços pelo bem comum", disse a prefeita, que teve sua fala complementada pela juíza Ester Belém Nunes, responsável pela condução do processo eleitoral em Várzea Grande. 

"A crise vivida pelo Brasil que é alimentada pela corrupção tem que dar lugar a união dos Poderes Constituídos, pelo bem da população e do Brasil", referendou a magistrada.    

“A diferença entre um estadista e um demagogo é que este decide pensando nas próximas eleições, enquanto aquele decide pensando nas próximas gerações”, foi com essa frase do primeiro-ministro britânico, Winston Churchill utilizada pela prefeita em seu discurso.

Emocionada, Lucimar reafirmou compromissos colocados em prática em 17 meses de gestão. “Não haverá descanso de minha parte, quanto do meu vice, o Hazama, enquanto existirem pessoas que precisem do poder público para resguardar seus direitos. Somos obstinados pela busca incansável de uma melhor qualidade de vida para todas as pessoas de nossa cidade, de nosso estado e de nosso país, pois sem qualidade de vida não existe dignidade. Quem está sendo diplomada aqui neste momento não é apenas Lucimar Campos, mas sim todos aqueles que acreditaram em nossas propostas de trabalho e vão me ajudar a governar, pois assim como eu, amamos Várzea Grande, continuaremos cuidando de sua gente, pois acreditamos no seu futuro”.

Já o vice-prefeito eleito e agora diplomado José Aderson Hazama, disse que o compromisso assumido nas ruas é o de trabalhar pela qualidade de vida das pessoas. “Para termos uma grande cidade, precisamos que as pessoas que nela vivem o façam com dignidade. Cobrem do Poder Executivo, mas cumpram também com o papel de cidadão para que juntos, poder público e sociedade possam construir a cidade do sonho de todos nós, onde impera a igualdade, a paz, a prosperidade e o desenvolvimento sócioeconômico”, disse Hazama.




0 Comentários



    Ainda não há comentários.