• Cuiabá, 19 de Janeiro - 00:00:00

Saques na poupança superam depósitos em R$ 6,59 bilhões


Crise na economia faz aumentar saques na poupança, reflexo do momento de instabilidade do país - Foto: Crise na economia faz aumentar saques na poupança, reflexo do momento de instabilidade do país
Agência Brasil

O Banco Central (BC) informou hoje (6) que os brasileiros retiraram R$ 6,591 bilhões a mais do que depositaram na poupança em maio. Foi o pior resultado para o mês desde o início da série histórica do BC, em 1995.

De janeiro a maio deste ano, a caderneta acumula captação negativa (mais retiradas que depósitos) de R$ 38,888 bilhões. O saldo negativo supera o registrado nos primeiros cinco meses do ano passado. No período, a poupança dos brasileiros estava negativa em R$ 32,280 bilhões.

Em maio, os saques da poupança somaram R$ 167,522 bilhões, superando os depósitos, que ficaram em R$ 160,93 bilhões. O valor total nas contas ficou em R$ 637,865 bilhões. O volume dos rendimentos creditados nas cadernetas dos investidores alcançou R$ 3,969 bilhões.

Desde janeiro do ano passado, a poupança registra retirada expressiva de recursos. Com a alta dos juros, outras aplicações têm se tornado mais atrativas e, a poupança, além disso, perdeu rentabilidade ante a inflação.

A recessão econômica também contribuiu para a fuga de recursos da poupança. Por causa da crise e do desemprego, os brasileiros têm menos sobra de dinheiro para aplicar na caderneta e precisam sacar mais recursos para pagar dívidas.




0 Comentários



    Ainda não há comentários.