• Cuiabá, 22 de Setembro - 00:00:00

Encontro de corregedores confirma avanços na Justiça


Redação/Assessoria-TJ

Durante dois dias de trabalho intenso, corregedores-gerais e representantes de 24 estados e do Distrito Federal e Territórios debateram temas relativos à “Gestão da Jurisdição” no 71º Encontro do Colégio Permanente de Corregedores-Gerais de Justiça do Brasil (ENCOGE), realizado em Cuiabá. A anfitriã do evento, presidente do Colégio Permanente de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (CCOGE) e corregedora-geral da Justiça de Mato Grosso, Maria Erotides Kneip, avaliou positivamente a participação, a troca de experiências e a condução do ENCOGE do Pantanal.

 

“Foi uma experiência incrível, não imaginei que a gente pudesse ter uma participação tão intensa, inteligente e comprometida como foi a dos corregedores nesta edição do encontro. O colégio está muito bem representado e, com tudo o que foi dito durante os 10 painéis e oficinas, verificamos que a Justiça está caminhando muito melhor, tem evoluído bastante e a gestão da jurisdição realmente tem sido mais efetiva diante das experiências apresentadas”, analisou Maria Erotides Kneip.

 

A presidente do CCOGE acredita que os conhecimentos demonstrados durante o evento vão facilitar o trabalho das corregedorias pelo país, especialmente no que tange à elaboração de normativas. “Temos estados que estão muito a frente e por isso essa troca de ideias e informações é tão fundamental e produtiva”, defendeu. Entre os assuntos abordados destacam-se os Juizados Especiais, Novo Código de Processo Civil, Processo Judicial Eletrônico (PJE), Conciliação e Mediação, Execução Penal, Execução Fiscal e Adoção.

 

O ENCONGE terminou na noite da última sexta-feira (1º d abril) com a publicação da Carta de Cuiabá que, segundo a presidente do colégio, contem “proposições que se tornam uma lei para os corregedores”.