• Cuiabá, 16 de Novembro - 00:00:00

Todos contra a MP 841

No último dia 11, o presidente ilegítimo Michel Temer editou a Medida Provisória 841. Ela retira dos esportes R$ 514 milhões, o que vai prejudicar principalmente o financiamento de projetos de base com jovens do país inteiro. É mais um dos equívocos que marcam essa gestão.

Como profissional de Educação Física, cidadão e apaixonado por esportes, não podemos aceitar esse tipo de manobra. Estamos cientes de que os recursos de várias áreas serão retirados da Loteria Federal e remanejados para a área de segurança pública através da unificação de um novo ministério.

A questão é que essa medida é muito insensata. Tenta resolver um problema histórico criando outro é um absurdo. Falar em segurança retirando recursos do esporte é prejudicar milhares de jovens de todas as regiões, é atacar também a saúde, educação e cultura da nossa juventude. É por isso que atletas, artistas e organizações do país inteiro têm se unido contra essa MP num movimento histórico.

O governo deve retirar recursos de outras áreas. Por que não reduzir os cargos comissionados, os gastos com os cartões corporativos? Isso demonstra qual a prioridade dessa turma. É de indignar qualquer um, pois o orçamento do Ministério dos Esportes para este ano de 2018 é o menor dos últimos 14 anos, fora que a pasta já tem restos a pagar na ordem de R$ 2,5 bilhões.

As secretarias estaduais perderão também R$ 189 milhões. Só o Ministério dos Esportes terá a menos R$ 235 milhões, mas essa barbárie atingirá também confederações, o Comitê Olímpico do Brasil, que perderá R$ 9,4 milhões, o Comitê Paralímpico Brasileiro, R$ 5,3 milhões, a Confederação Nacional dos Clubes, R$ 3,2 milhões, e os clubes de futebol, R$ 387 mil.

De acordo com o texto da MP, os estados receberão recursos do fundo a ser gerido pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, mas não poderão usar em ações sociais ou despesas não relacionadas com segurança. Será basicamente para construir unidades policiais, compras de materiais, tecnologias, sistemas de informação, entre outros.

Qual recado esse governo dá para a juventude ao retirar dinheiro dos esportes para investir em segurança? Que jovens queremos para o nosso futuro? Não podemos acabar com o sonho dessa garotada. Temos que mostrar que um país diferente é possível: um país que valoriza a educação, cultura e os esportes.

 

Allan Kardec Benitez é profissional de Educação Física, professor da rede estadual de Educação, Especialista em Gestão Educacional, Mestre em Estudos de Cultura Contemporânea, Doutorando em ECCO/UFMT e deputado Estadual.



0 Comentários



    Ainda não há comentários.