• Cuiabá, 22 de Fevereiro - 00:00:00

A arte dos manifestos

Oscar D'Ambrosio Oscar D'Ambrosio

Você já pensou em escrever um manifesto sobre alguma causa? Talvez sim. Mesmo que a resposta seja negativa, mas, se a sua paixão pela arte te mobiliza, não deixe de ver o filme 'Manifesto', dirigido por Julian Rosefeldt, com a atriz Cate Blanchett interpretando 13 personagens.

Uma questão inicial que o filme coloca está naquilo que é um manifesto. De modo geral, está se falando de um texto de natureza dissertativa e persuasiva que traz uma declaração pública de princípios e intenções e  que objetiva alertar para uma questão. Seu objetivo é declarar um ponto de vista e convocar para algum tipo de ação ou reflexão.

No filme, a australiana Cate representa, com figurinos e sotaques diferentes, em diferentes cenários, uma corretora de valores, uma mãe conservadora, uma gerente, uma oradora fúnebre, uma punk, uma coreógrafa, uma professora, uma operária, uma âncora de TV, uma repórter, uma marionetista, uma cientista e um sem-teto.

Ela interpreta trechos de movimentos artísticos, que vão do 'Manifesto comunista'  (1848), de Marx e Engels, às 'Regras de ouro para filmar' (2002), de Jim Jarmusch, passando pos textos dadaístas e surrealistas, além de muitos outros. O filme é imperdível e nos convida a escrever o próprio manifesto e agir de acordo com ele. Quem se habilita?



Oscar D'Ambrosio é Doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, onde atua na Assessoria de Comunicação e Imprensa.



0 Comentários



    Ainda não há comentários.