• Cuiabá, 24 de Abril - 00:00:00

Quem se interessa?

Esse tema espiritual é muito controvertido e mal compreendido. Desde sempre houve percepções a respeito do andamento do planeta Terra. Em todas as tradições antigas elas estão registradas. Há quem chame de profecias e por outros nomes. Mas todas as religiões impuseram abafamento sobre isso. As religiões nunca quiseram dividir o seu poder com uma possibilidade de futuro fora dos seus dogmas. A Inquisição que o diga.

Mas desde a internet a perda do poder dessas estruturas rijas como as religiões, as universidades, o judiciário convencional, os parlamentos políticos, as grandes corporações empresariais, as representações privadas de setores da economia, também abafaram o futuro. Pensaram nele como construção dos seus interesses.

Contudo, sempre houve um planejamento maior que se manifestou pelas mãos humanas em momentos poderosos como o da Revolução Francesa. Grupos de miseráveis derrubaram uma nobreza secular. Percorrendo a longa trajetória humana no planeta Terra, os exemplos de interferências subjetivas nos atropelam.

No seu interior, os humanos sempre foram movidos por um impulso contido dentro do seu DNA. Desafiar, desafiar, construir conflitos, superá-los geração após geração e construir a evolução do indivíduo e a da espécie! A história humana a partir século 20 deu saltos muito grandes. Com os impedimentos materiais resolvidos, lançou-se à engenharia de processos, de ferramentas e de construções econômicas, sociais e políticas. Máquinas, eletricidade, petróleo, automóveis em massa, aviação em escala, tecnologias de aproximação quebrando distâncias o mundo caiu na teoria de Marshall MacLuhan, de 1964, seguindo a qual o mundo seria uma “aldeia global”.

Pronto. Chegamos à aldeia global. Somos a soma de todos os milhões de pequenas aldeias humanas ao longo da História. E com os problemas, conflitos e possibilidades oriundos das sucessivas vivências de milhares de gerações e da obediência ao mapa fundamental do DNA. O DNA é o princípio do processo espiritual dentro de cada um. Um poderosíssimo código de barras que contém o planejamento cósmico da raça humana. Um pé lá, outro cá!

O governo oculto do mundo abre-se para o cosmo nesses e nos próximos anos com um planejamento de regeneração para um novo padrão de energia. Como diz o meu amigo Luiz Antonio Valle: “o mundo se abre para um novo holograma”.

Visto assim, tudo fica muito pequeno. Menos as transformações e o futuro que nasce junto com novo Sol cósmico! Penso que o assunto não morre por aqui....

 

Onofre Ribeiro é jornalista em Mato Grosso

onofreribeiro@onofreribeiro.com.br   www.onofreribeiro.com.br      



0 Comentários



    Ainda não há comentários.